OPERAÇÃO AVIONETA DE GABU E RATO (PJ)

Espaço publicitário 3

OPERAÇÕES AVIONETA DE GABU E RATO (PJ)

 

A Policia Judiciária da Guiné-Bissau, tem na sua posse um dos funcionários do Ministério da Justiça que alegadamente  criou o seu Gabinete de trabalho, em Bissau, onde emite vários documentos sem autorização do seu superior Hierárquico.

A denuncia é do Diretor geral da polícia judiciária, Bacari Biai durante uma conferencia de imprensa promovida hoje em Bissau para levar ao publico as operações em curso, de acordo com o Bacari Biai o suspeito  é um suposto funcionário do ministério de justiça afeto a  seção de conservadória  de registro civil, supostamente colocado em Gabu mas que tem o seu escritório em Bissau, e na posse do mesmo foi encontrado diferentes  documentos como registro de nascimento, certidão e copias de livro de registro civil entre outros. Há uma outra operação em andamento denominado Olho de lupa que recai sobre a farmácia o do maior centro hospitalar do país onde há existe indícios de peculato, subfaturação e administração danosa onde a PJ tem 7 indevidos detidos sob suspeita e serão encaminhados para o ministério publico.

Numa outra operação denominado Operação Rato  que está a ser levado a cabo sobre a reabilitação dos correios sem o concurso público envolvendo um montante de 300.000.000 onde havia uma única empresa concorrente que apresentou a sua proposta o qual foi rejeitado pelo conselho de administração no montante de  mais de Quarenta e dois milhões de francos CFA, mas o suspeito em causa que posteriormente veio assinar a mesma proposta num montante de 84 milhões após ter afastado os outros membros do conselho de administração não com uma unica empresa mas sim com várias,” uma delas com um contrato de 42 milhoões, outras com 45 milhões sem que houvesse qualquer concurso publico”  e os 300 milhões  desapareceram sem que tivessem sido concluídas as obras de reabilitação dos correios  concurso esse lançado no mês de junho de 2015.

Por último, o Diretor Nacional da policia judiciaria, Bacari Biai, falou de outras operações que estão a decorrer neste momento em relação à trafico de Droga denominado Boca no Fumo e dos professores (operação caderno diário das notas) que vendem notas aos alunos tendo sido identificado  quase 30 alunos que compraram as notas e ainda se aguarda  conclusão  da operação, quanto ao boca de fumo resultou na apreensão de 1 kg de Cannabis  e detenção de dois suspeitos é de salientar que estas operações vêm na sequencia de muitos outros que a PJ vem desencadeando por todo país nos últimos tempos, outro assunto que mereceu atenção do Bacari Biai foi a operação Documentos Limpos que recaiu sobre os passaportes como exemplo Bacari Biai  falou de um Cidadão Nigeria que tinha na sua posse um apassaporte de serviços de Guine-Bissau onde consta que o mesmo é Diretor de serviços  de Recursos Humanos de um determinado ministério, e ainda instou a devolução dos passaportes de serviços diplomáticos por parte dos indivíduos que o usam indevidamente. É salientar que esta pratica tem sido recorrente uma véz que é frequente cidadãos estrangeiros terem na sua posse com muita facilidade os diferentes documentos da Guiné-Bissau.

Rádio Nossa 02/08/2017