O MOVIMENTO PARA ALTERNANCIA DEMOCRATICO MADEM-G15, DENUNCIOU HOJE AS VIOLAÇÕES SISTEMÁTICAS DA LEI ELEITORAL PELA PARTE DO GOVERNO.

ESPAÇO PUBLICITÁRIO 1

O MOVIMENTO PARA ALTERNÂNCIA DEMOCRÁTICO MADEM-G15, DENUNCIOU HOJE AS VIOLAÇÕES SISTEMÁTICAS DA LEI ELEITORAL PELA PARTE DO GOVERNO.

Marciano Silva Barbeiro diretor de campanha de MADEM-G15, denunciou hoje numa conferência de imprensa sobre o processo de recenseamento eleitoral, segundo ele, desta vez sub-repticiamente, o Governo através do GTAPE tomou a iniciativa de afixar no dia 24 deste mês os cadernos de recenseamento para eventuais reclamações e supri-las em caso de necessidade. O Governo determinou através do GTAPE que o prazo d reclamações termina no dia 7 de Fevereiro próximo mas, no entanto sem nenhum pessoal brigadista para o atendimento do recenseamento de acordo com a Lei Eleitoral.

MADEM-G15 LEVANTOU AS SEGUINTES QUESTÕES:

Quando é que começará a contagem do prazo, uma vez que a afixação dos cadernos eleitorais não tem sido efetuadas em todos os Distritos Eleitorais.

Com agravante de que até a presente data, na esmagadora maioria dos Distritos Eleitorais não se verifica a presença de nenhum agente para o atendimento das reclamações dos recenseamentos.

Na perspetiva do MADEM-G15, o cumprimento dos prazos previstos na Lei do Recenseamento Eleitoral é sagrado e recenseamento agora confirmadas com a afixação dos Cadernos Eleitorais.

Abudu Mané, pediu intervenção do senhor Presidente da República enquanto garante da Constituição da República, e apela atenção de comunidade Internacional e opinião publica atenção especial, a todos os atos que possam por em causa as eleições legislativas e perigar o nosso estado de direito democrático conquistado com sangue, suor e lagrimas do nosso povo.

 

Rádio Nossa 31.01.19

Noémia Gomes da Silva

ESPAÇO PUBLICITÁRIO 2