O Conselho de Segurança das Nações Unidas Poderá Reduzir a Presença das suas Missões na Guiné-Bissau.

ESPAÇO PUBLICITÁRIO 1

O Conselho de Segurança das Nações Unidas Poderá Reduzir a Presença das suas Missões na Guiné-Bissau.

O Coordenador Residente do Sistema das Nações Unidas na Guiné-Bissau e igualmente do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), David Mclachlan Karr, disse esta segunda-feira, 07 de janeiro de 2019, que no futuro próximo o Conselho de Segurança das Nações Unidas poderá reduzir a presença das suas missões na Guiné-Bissau. Assegurou que,  que a situação será esclarecida no próximo mês fevereiro durante a reunião do Conselho de Segurança.

David Mclachlan Karr falava aos jornalistas após a entrega das suas cartas credenciais ao Chefe de Estado, José Mário Vaz, no palácio da República, na qualidade de Coordenador Residente do Sistema das Nações Unidas.

Disse que durante a semana das discussões falou com o Chefe de Estado sobre os desafios do desenvolvimento do país e como as Nações Unidas poderão trabalhar estreitamente com o setor privado, as embaixadas acreditadas no país e todas as agências de cooperações para dar maior resposta as necessidades nacionais de desenvolvimento. Informou que na ocasião conversaram com José Vaz sobre os desafios do desenvolvimento do país e como o sistemas das Nações Unidas pode trabalhar com sector privado e com todas agências de cooperação na Guiné-Bissau para responder as necessidades do país relativamente ao progresso.

David Mclachlan- Karr falou também do projeto “Mom na Lama” e contou que as Nações Unidas podem contribuir para aumentar a produção agrícola no país.

Salientou que, ficou satisfeito com instruções ou orientações do Presidente sobre como as Nações Unidas podem trabalhar para o bem do país.

 

Rádio Nossa, 08.01.19

Noémia Gomes da Silva

ESPAÇO PUBLICITÁRIO 2