Os dois criminosos foram condenados 28 a 30 anos de prisão

ESPAÇO PUBLICITÁRIO 1

Os criminosos a sangue frio usaram catana e pau nas execuções das suas vítimas foram condenados hoje por uma cumulação de pena de prisão de 28 a 30 anos.

Tribunal regional de Bissau condenou ontem, Cidadão Djodje Barbosa, de 2 crimes de homicídio agravado e crime de furto a uma pena única e concreta de 28 anos de prisão afetiva e indemnização aos familiares de malogrado Mamadu Cande e Tânia, de 10 milhões de FCFA e devolver os familiares de Mamadu Cande o carro.

Enquanto Luciano Fernandes Gomes (Ocante), foi condenado de 3 crimes de homicídio, 1 crime de furto e 1 crime de burla qualificada de 30 anos de prisão e indemnização aos familiares das vítimas Mamadu Cande, Tânia e António Soares Nanque, de 10 milhões de FCFA a cada família e devolver o carro do malogrado António Soares Nanqui e seu telemóvel aos familiares.

Após o julgamento, Ussumane Balde, na qualidade de advogado de defesa dos condenados, considerou de justa a pena concebida aos condenados.

Por sua vez, Mamadu serifo Djalo, Advogado de acusação ficou satisfeito com o trabalho de Tribunal Regional de Bissau nessa matéria.

É de recordar que depois de cinco (5) anos foi descobrindo vala  de Mamadu Candé e o caso Mamadu Cande veio ao público no passado dia 15 de Abril último, onde os familiares do malogrado descobriram o passaporte de Mamadú Candé em sua residência, e resolveram envolver autoridade competente na investigação.

Rádio Nossa, 13.12.18

Noémia Gomes da Silva

ESPAÇO PUBLICITÁRIO 2