CEDEAO QUER ELEIÇÕES LEGISLATIVAS NA GUINÉ-BISSAU ATÉ FINAL DE JANEIRO DE 2019

ESPAÇO PUBLICITÁRIO 1

CEDEAO QUER ELEIÇÕES LEGISLATIVAS NA GUINÉ-BISSAU ATÉ FINAL DE JANEIRO DE 2019

A Comunidade Económica dos Estados de Africa Ocidental (CEDEAO) pediu a realização das eleições legislativas  no país até final de janeiro e que a data seja conhecida até a próxima cimeira da organização, no dia 22 de Dezembro deste ano.

A delegação ministerial da CEDEAO refirma a necessidade urgente de se fixar a data das eleições que deverão realizar antes do final de Janeiro de 2019. Aquela data deverá ser conhecida antes da próxima cimeira de Chefes de Estado e do Governo da CEDEAO, a 22 de Dezembro deste ano, refere o comunicado final da visita que uma missão ministerial realizou hoje em Bissau.

No comunicado a missão ministerial da CEDEAO liderada pelo Ministro de Negócio Estrangeiro da Nigéria Geoffrey Onyeama, refere também a surpresa grande e incompreensão total com as medidas tomadas para parar o processo eleitoral em curso, num momento em que, em resposta aos pedidos de certos atores políticos e do Governo, uma equipa de auditores da organização foi destacada para assegurar a transparência do processo.

A Delegação ministerial felicita o Presidente da República e o Primeiro-Ministro pelas medidas que estão a ser aplicadas e exorta todos os outros autores e instituições do Estado, para colaborar a fim de concluir o processo das eleições legislativas, disse o comunicado.
A Delegação reafirma o engajamento da CEDEAO, que já disponibilizou enormes recursos financeiros, materiais e logísticas para a realização das eleições, tudo no sentido de ajudar a Guiné-Bissau. E está ainda disponível a apoiar o país para a sua saída definitiva da crise e avançar rumo à paz e desenvolvimento.
A Delegação ministerial encoraja o Governo para continuar com as suas ações e tomar todas as medidas idóneas para tornar o processo da preparação das eleições ainda mais transparente, a fim de aumentar a credibilidade do processo.
Em fim, no nome da Delegação ministerial, o Presidente do Conselho dos Ministros da CEDEAO exprime a sua profunda gratidão ao Governo e ao Povo da Guiné-Bissau pelo caloroso acolhimento acordado a Delegação da missão ministerial da CEDEAO, concluiu o comunidade de imprensa.

Rádio Nossa, 12.12.18

Noémia Gomes da Silva

ESPAÇO PUBLICITÁRIO 2